terça-feira, 26 de setembro de 2017

Naturista Cristão

Já venho me indagando há um tempo sobre religião e naturismo, segue algumas palavras que li, vindas de um pastor: "Me perdoem se sou "conservador" ou "fundamentalista", não considero isso normal. O coração do homem - digo ser humano -  sempre vai para o lado do obsceno, do proibido, daquilo que faz mal a alma! A nudez pode sim fazer isso. Por acaso pensam que no céu todos estaremos nus? Até lá vamos ser vestidos com vestes brancas, de linho fino para adorar o criador de todas as coisas!".
Então ao ver desse pastor, o nosso corpo é algo obsceno, que faz mal a alma, mas como algo criado por Deus pode ser tudo isso de ruim?? E no céu, linho fino, parece piada né!!
Penso eu que o corpo humano é o nosso templo, onde reside nossa alma temporariamente, como uma casa, e devemos cuidar e zelar por ela como tal, e como todo templo, o mesmo não deveria se manter escondido.
Tem surgido grupos de naturismo gospel, onde cristãos louvam a Deus sem roupa, com isso vem a indignação dos que são contra a essa prática: "como podem agir dessa forma tão desrespeitosa diante do nosso Senhor?!", aí eu pergunto, onde tem desrespeito nessa situação?
A cada dia que passa, aparecem mais barbaridades no meio religioso, dos quais prefiro nem comentar aqui, pois me causa revolta, e ainda vem me dizer que o nu é desrespeitoso, poupa-me.
Eu tenho a mania de conversar com Deus durante o banho, sim, nua e ainda limpando as partes rsrs..., é onde me sinto a vontade, é um momento em que estou sozinha e a nossa conversa flui mais fácil, então isso também é desrespeitoso?, no naturismo estamos em contato direto com a natureza, nos sentimos parte dela como uma só criação, onde a roupa não se faz necessária. Já percebi muito nas igrejas que as roupas por si só separam as "tribos", reparam constantemente nas grifes, na qualidade, se a irmã tá repetindo o vestido, como em qualquer outro lugar têxtil; através das roupas se diferencia os que tem mais dos que menos tem, criando uma barreira de amizade, não estou generalizando, lógico que pra toda regra tem a sua exceção, mas que infelizmente algumas são assim, são.
No naturismo a primeira instância somos todos iguais, pois não temos vestimentas para nos rotular, para conhecer mais do "irmão", a conversa se faz necessária, já criando um vínculo, onde mesmo após se conhecerem e saber que um é cobrador de ônibus e o outro um médico cirurgião, a amizade já foi feita e a distinção de profissão acaba por não existir, a barreira que poderia ter separado essas duas pessoas, nunca se fez presente, devido a falta de etiqueta na nossa pele.
Não irei entrar em discussão sobre religião, mesmo porque a que eu acredito é na existência de Deus, na sua magnitude e na pureza da sua criação.
Enfim, com roupa ou sem roupa, louve sem críticas, respeite seu próximo e suas escolhas, não julgue nem atire pedras numa situação da qual você desconhece, pelo contrário, passe a conhece-la, descubra mais sobre o que você não entende, vivencie, pois só assim você poderá chegar a conclusão do que é certo pra ti ou não.

                 Na foto: o presidente do grupo naturista SPNat Fernando com sua esposa Telminha, no Mirante do Paraíso.         

"Vem pro nosso mundo você também."

2 comentários:

  1. Deus não criou o primeiro homem à sua imagem e quando o fez, fê-lo nu? E não criou também a primeira mulher nua? E não os deixou andar nus no Paraíso? Sim, foi isso mesmo que Ele fez! Então Deus aprova a nudez.

    ResponderExcluir
  2. A respeito disso vejam o meu livro PUREZA (www.rones.com.br).

    ResponderExcluir

Naturismo em Rio Grande do Norte.

Nasce mais um grupo naturista, NU-RN (Naturistas Unidos do Rio Grande do Norte), onde já estão pensando em criar a primeira praia naturista...